Porto 360 – O Desafio

Assista ao primeiro episódio

Estreou na última quinta (05/08), às 19h45, o programa Porto 360° – O Desafio, sob o comando do apresentador Maxwell Rodrigues. A atração disponível pelo Youtube do Jornal A Tribuna e Facebook do Grupo Tribuna mostrará ao público o processo de contratação de um grande terminal portuário, uma oportunidade para conhecer mais sobre o cais santista e se preparar para o mercado de trabalho no setor.

Ao final dos oito episódios, exibidos sempre às quintas-feiras, três dos nove candidatos serão contratados pelos terminais de contêineres que participam do projeto: Brasil Terminal Portuário (BTP), Santos Brasil e DP World Santos.


Neste primeiro episódio, os CEOs das três empresas citadas apresentaram um problema real aos participantes que, divididos em três grupos, deverão encontrar a melhor solução. De acordo com o comandante do reality, o objetivo é aproximar mais a população ao complexo portuário, com uma proposta de entretenimento e linguagem mais acessível.


“Você falar de porto para quem é de porto é fácil, mas para falar de porto para quem não é do setor você tem que usar esse recurso do entretenimento. Todo esse processo (apresentado pelo Porto 360° – O Desafio) é o que hoje os profissionais fazem dentro dos terminais”, diz o apresentador.

Vantagens

Rodrigues explica que os desafios serão lançados ao longo dos episódios. Em três deles, o grupo que apresentar o melhor desempenho, receberá um prêmio, uma vantagem sobre os demais – lembrando que os três membros do time vencedor serão contratados, um para cada terminal. O destaque entre estes ganhará um MBA na Strong FGV.


Entre essas vantagens, uma ligação para um dos CEOs, um passeio de lancha com a Praticagem pelo Canal do Porto de Santos e uma apresentação em Power Point feita pela equipe de Marketing do Grupo Tribuna.


A apresentação dos projetos será feita em duas etapas, no sétimo episódio para Maxwell Rodrigues e os mentores (leia mais abaixo) e no oitavo e último programa para os executivos. “Depois vou me reunir com os executivos para definir qual o melhor projeto, o projeto ganhador”, revela.


Mentoria

Durante o processo, os grupos contarão com o apoio e mentoria do Sebrae, Fundação Getúlio Vargas (FGV) e de técnicos dos terminais. O apresentador do Porto 360° – O Desafio conta que o objetivo dessa troca é lapidar as ideias apresentadas.


“O mentor tem a obrigação de ajudar a entregar três bons projetos. É obvio que existe a competição entre eles (participantes) pelo emprego, mas o mentor tem uma participação de contribuição no projeto. A ideia será deles, mas é preciso entender que esses mentores vão ajudar a apresentar (a solução) os executivos’, explica Rodrigues.


O apresentador ressalta que as escolhas pelos mentores do Sebrae, da FGV e dos profissionais dos terminais são necessárias para destacar habilidades que o mercado de trabalho e o setor procuram.


“Ter a participação do Sebrae é extremamente importante para que a gente possa dar aos participantes de empreendedorismo. Hoje, as empresas estão buscando profissionais que resolvam problemas e não que identifiquem problemas. Evidente que precisamos de conteúdo, e ninguém melhor do que a FGV para gerir conteúdo e principalmente projetos. E os mentores técnicos, para que agreguem  a informação técnica do processo”, aponta Rodrigues.